Comprar um ultrabook ou fazer um upgrade? A solução é colocar SSD.


Depois de pesquisar os opções do mercado brasileiro, que acha que ultrabook é core i3 e até celeron.
Algumas poucas opções com SSD minúsculo de 32GB ou MSATA também desprezíveis.
Empurram todo tipo de sucata no consumidor brasileiro.
E não é preciso muito esforço para ver que na Amazon ultrabook é core i7, 32GB RAM e 1TB de SSD por menos de $3000 doletas. O problema com o câmbio no  Brasil faz o consumidor pagar R$5 por $1 doleta. Sendo assim, um mero ultrabook de verdade, sai por cerca de R$ 15000,00.
Logo isso, configura um abuso até mesmo para quem quiser dar R$ 15000 num ultrabook de verdade.

Para não alimentar mais os especuladores. Resolvi então fazer um upgrade. O foco é resolver o maior problema de gargalo de qualquer computador: o HD. O HD de um dos meus notebooks quando testado pelo hdparm no Linux, obteve um desempenho de 39 MB/s, que é um verdadeiro abuso a paciência de qualquer usuário. A solução já é conhecida, no meu outro notebook com um SSD de 64GB a interface SATA é saturada com tanta velocidade desde de 2011. Agora em  2014, as velocidades são ainda maiores.

Usando o link http://www.harddrivebenchmark.net/hdd_list.php, é possível buscar no ranking de desempenho milhares de SSD diferentes. Dessa lista enorme, somente 3 modelos estão disponíveis aqui em Recife/PE para pronta entrega. O melhor deles é o  "SSD Kingstone HyperX SH103S3240G - SATA III - 240GB" segundo o ranking de desempenho do link, este SSD ocupa a posição 105, o desempenho é quase o mesmo até o top do ranking, a única exceção é para o top 10 que tem desempenho 4x maior com preços 10x maiores. 

O preço do "SSD Kingstone HyperX SH103S3240G - SATA III - 240GB" é $194 obamas, mais com o dólar de Recife, isso fica R$910 dilmas (4,69).
Se fosse com a cotação de 2,5 daria R$485, mas no Brasil é obrigatório 100% de lucro. 
Até razoável para os padrões de 4x à 6x o preço em dólar.

Novo SSD de 240GB com leitura de 555MB/s e 510MB/s em SATA 3,
como só tenho SATA 2 irei testar a saturação da interface.

A instalação do Windows 8.1 levou menos de 5 minutos com boot de segundos, o ArchLinux 2014.03 dá boot tão rápido que só dá tempo de piscar o olho. Realmente fiquei muito satisfeito, com HD anterior era 15 minutos para o Windows 8.1 iniciar e rodar lento, e o Archlinux 2014.03 era segundos para iniciar e rodar rápido.

A ferramenta de manutenção do SSD para Windows faz a mesma coisa do smartmontools no Linux, segundo o datasheet este SSD suporta até 200TB de escritas antes de começar falhar. No logs do HDD Sentinel, em mais de 6 meses todo volume de dados que gravei somou menos de 2TB, sendo assim deve durar 200TB/2TB por 6 meses = 600 meses ou 50 anos. Até lá espero ter trocado por outro mais rápido.

Ferramenta de manutenção do SSD Kingston,
nas outras abas em o volume todo de dados lidos e gravados em GB.
Quantidade de dados lidos e escritos durante toda vida do SSD

Teste de velocidade SSD deu 252 MB/s

No Linux o teste de velocidade deu o seguinte resultado
262MB/s de média para leitura, muito melhor que os 39MB/s (7x mais rápido),
o HD antigo foi remanejado para uma gaveta USB da Multilaser.
O tempo de acesso é 0.20 milli segundos, muito melhor que os 18.4 milli segundos (92x mais rápido)
Kingston SV300S37A120G

Teste de velocidade do HD normal em gaveta USB deu 22 MB/s

HD antigo, quando colocado no USB, perdeu de 39MB/s de leitura para 32MB/s, quase nada a diferença de lerdo para lento.
HDD Samsung 1.5 sda

HDD Samsung 1.5 sdb